quarta-feira, 6 de julho de 2011

CRISTÃO E LIVRE. ISSO ROLA?


Publiquei esse texto no ortopraxia outro dia. Resolvi trazê-lo aqui para o Café porque acho que pode suscitar uma discussão legal. Leiam e digam o que acham:

Estava pronto a escrever sobre o estilo evangélico de ser. Li alguns parágrafos já prontos, mas a Drika disse: “esse texto não me instiga. Já sei de tudo isso. Quero mesmo é saber que é ser livre, quero ler sobre minha liberdade cristã”. Estava então posto o desafio. Dizer para minha ovelha (ela é ovelha mesmo e das que pegam no pé com tudo – um saco! rsrsrs) quais os limites da liberdade cristã e antes de tudo, o que é ser livre em Cristo.
Liberdade cristã deve ser entendida de forma muito simples como o restabelecimento da vontade espiritual. Ele lhes deu vida quando estavam mortos em crimes e pecados... (Paulo aos Efésios, 2.-1-10). A “nova vida”posta em 2Coríntios 5.17 implica em uma ruptura completa com o escravidão do pecado. O convertido passa então a gozar de uma relação com Deus, que ele não possuía antes por ser escravo do pecado. Agora as coisas antigas já passaram e novas estão se fazendo todas as coisas. Diria que liberdade cristã é um acesso irrestrito à felicidade, ao prazer! É sim a liberdade cristã é algo meio hedonista! (LIBERAL! O CACO É LIBERAL!). Leiam John Piper, o Catecismo maior de Westminster, Paulo, Davi... Depois os chamem de liberais também. Ah! Você é o tipo que imagina um Jesus de cabeça reclinada, triste, depressivo? Hum... Ele o DEUS DA ALEGRIA! Não veja aquele que gritou de feliciadade diante da Soberania do Pai como alguém triste (Lucas 10.21,22). Jesus era, é e sempre será LIVRE em si mesmo! Que exemplo temos se somos cristãos!
Mas como essa liberdade para com Deus modifica o meu agir diário? Como ser feliz, ter prazer na vida e ser “crente” quando na igreja tudo é proibido (QUEM DISSE QUE TUDO É PROIBIDO?). Como posso agradar a Deus e desfrutar das coisas boas da vida quando escuto meus irmãos dizendo que tudo que não é da igreja, é do mundo, e sendo do mundo é mal?
Cara, a liberdade cristã é o mais prático dos testes da fé. Por quê? Pelo simples fato de que o controle sobre ela não é de líderes, de denominações, de discipuladores, dos pais, amigos... Quem controla sua liberdade cristã é você mesmo. E se tem realmente o Espírito Santo vai ter aprendido que sua liberdade é “aprisionada” àquele que lhe libertou do reino das trevas. Ixe, isso é muito paradoxal! (que história louca, ser livre, mas ser preso). Quero isso para mim não!
Ah! Ser livre estando preso a Cristo é a única liberdade verdadeira. Sabe por quê? Porque ela tem limites que nos impedem de nos separarmos do amor de Deus, mas não tem as amarras que nos prendem a conceitos de homens vis. Isso mesmo, essa nova vida em cristo rompe totalmente com os padrões humanos (embora homens sejam usados por Deus para perceber os limites e nos ajudar na busca de um equilíbrio).
Como cristão sou livre para ouvir qualquer música, ir para qualquer lugar, ver qualquer coisa, usar brinco, praticar esportes, ir a praia, ler todo livro, namorar, ficar....? SIM E NÃO! Você é livre! Faça o que quer! Mas o que você fará irá dizer se realmente tem a liberdade de Cristo. Compliquei né? Gosto de confundir! REFLITA E AVALIE A MELHOR MANEIRA DE GOZAR SUA LIBERDADE.
Já escrevi sobre música (Eu escuto boa música do “mundo”), mas o princípio se aplica a basicamente tudo na vida. Assim, todo o talento de Toquinho (sou meio fã dele mesmo) é dado por Deus, não foi o Capiroto que o deu. Como cristão, sou livre sim para ouvir sua boa poesia, reconhecer seu talento, perceber a graça comum de Deus, concordar com o que é bom. Mas sou livre para exercer julgamento justo e mudar de faixa quando em Toquinho eu ouvir algo que vá contra o caráter de Deus. Não preciso e não devo ouvir algo que traga um “mal moral” (Carol Frincu, essa frase ficou bem na minha cabeça, permita-me usá-la). Agora sou livre para não aceitar aquilo que ofende o caráter de Deus. Isso se aplica em todas as esferas do meu viver, seja na música, televisão, filmes, namoro... Em suma, sou livre para dizer sim aquilo que é belo, me dá prazer e não ofende a Deus; mas também para dizer não a tudo aquilo que antes eu dizia sim, e que agora entendo como ofensivo ao caráter de Deus (esse entendimento do que ofende ou não o caráter de Deus deve ser fruto do estudo bíblico e não dos dogmas meramente humanos).
Usando essa lógica pondero se devo ou não colocar uma tatuagem, ler ou não determinada obra, ir a algum lugar... Não preciso dizer que um cristão é um condenado (se é realmente cristão jamais será condenado – Romanos 8.31-39) por colocar uma tatuagem. Mas poderei junto com ele refletir sobre suas motivações, implicações daquilo e sobre o que pretende tatuar. Assim, como cristão, estarei ajudando meu irmão nas suas escolhas.
Sem sombra de dúvidas posso usar minha liberdade para dizer não a lixos como os tais reality shows, a músicas que transformam em peça de açougue os corpos das mulheres, a músicas evangélicas que transformam Deus em um mero curandeiro... A liberdade da Bíblia me torna antes de tudo um crítico.
Gente, ser cristão nos moldes da Bíblia promove uma radical mudança no viver diário das pessoas. Não tem nada com um universo cheio de proibições, mas também não é uma licença especial para viver de qualquer jeito. Ser livre estando preso a cruz de Cristo proporciona o equilíbrio necessário para uma vida de intenso prazer, alegria e felicidade completa.
Posso ser cristão, desfrutar de TUDO o que Deus fez para o louvor de sua glória e agradá-lo em todas as minhas escolhas. Dizer sim ao belo e não a tudo que ofende ao meu Deus. REFLITA, AVALIE A MELHOR MANEIRA DE GOZAR SUA LIBERDADE. Então viva intensamente para a glória do Senhor Deus!

Um abraço,
Caco Pereira

2 comentários:

  1. Bom,gostei do artigo,e concerteza Drika esta bemCERTA...As pessoas precisam de alguma forma,saber o que é liberdade em Cristo e vive~lá.Parabens pelo empenho em querer glorificar a Deus com sua inteligência e dom para ensinar.
    Deus continue te dando capacidade e coragem para dizer a verdade como deve ser dita.
    PS. Para seu artigo firca mais entenndivel,ao inves de colocar só referências,coloque também o texto,pois a grande maioria das pessoas não vão procurar conferir depois se de fato é verdadeiro ou não.E também nem todo mundo que passa por aqui é cristão é?!?E tambem sabe que tens uns que simplesmente não se preocupa em ler...
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Ola !!!
    Gostei muito do texto e concordo;
    Completo com as palavras do Apóstolo Paulo para a igreja em Corinto:
    TODAS AS COISAS ME SÃO LÍCITAS MAS NEM TODAS ME CONVÉM (1CO 6.12)

    ResponderExcluir